PRODUTOS

Caixas de papelão

De acordo com as necessidades do cliente.

Papelão ondulado

Para diversos segmentos.

Plástico bolha

Altura, gramatura a critério do cliente.

Acessórios

Divisórias, Cantoneiras e Calços.

Sustentabilidade

A DELMAX tem como objetivo a prática sustentável, preservando a natureza e seus recursos naturais, melhorando a limpeza das cidades e, com isto, contribuindo com uma melhoria constante na qualidade de nossa água e na qualidade de vida das pessoas da região do vale do Itajaí e do nosso planeta.

Coleta hoje aproximadamente 50 toneladas/dia de aparas da região do Vale, nome dado aos resíduos de papel coletados depois de usados.

A empresa, por meio do seu processo produtivo, recicla todo este material que é reutilizado para confecção de novas embalagens personalizadas para empresas e consumidores da região. Todos os resíduos e impurezas no processo são destinados aos respectivos responsáveis, ajudando na constante limpeza das cidades.

A DELMAX com todo seu processo verticalizado de reciclagem, economiza mais de 30% da energia que seria necessária para produzir o papel através de desfibração da celulose; e também economiza água, porque para produzir papel-virgem o consumo de água aumenta em mais de 10 vezes em relação ao processo de reciclagem.

Para fazer todo esse processo de reciclagem a empresa conta com 3 unidades geradoras de energia elétrica, energia limpa, suprindo toda sua demanda energética e fornecendo energia limpa e acessível para empresas da região através de parcerias no mercado livre de energia.

A DELMAX, sabendo da importância da natureza em nossas vidas, possui uma área de 3 milhões de m2 em mata Atlântica e não mede esforços para preservar toda essa área e a biodiversidade encontrada na região.


Notícias

Como a economia circular pode transformar lixo em ouro

No começo de 2012, Alex Luiz Pereira estava decidido a fechar as portas da primeira cooperativa de lixo eletrônico de São Paulo. Dois anos antes, ele tinha fundado a empresa, chamada Coopermiti, para gerar empregos e aproveitar os componentes dos aparelhos que seriam desperdiçados.
Mas a situação não estava fácil. Os dirigentes do projeto abandonaram a iniciativa porque a venda dos resíduos eletrônicos não dava dinheiro suficiente. Além disso, a população não ajudava: o lixo eletrônico não estava chegando aos postos de reciclagem.

Alex não teve coragem de fechar a empresa, única fonte de sustento de 20 famílias de cooperados.

Como será a recuperação das florestas desmatadas ilegalmente?

As campanhas para conservar as florestas estão, de certa forma, ultrapassadas. De certa forma.

Planeta ultrapassa marca de 400 ppm de CO2 de forma permanente

RIO — Os livros de História vão lembrar setembro de 2016 como um marco para as mudanças climáticas.

China constrói duas turbinas eólicas por hora, o dobro dos EUA

RIO — Líder global de poluição, a China está investindo pesado para a redução nas emissões de gases estufa.

Cientistas criam técnica que transforma CO2 em combustível

RIO — O dióxido de carbono é apontado pelos cientistas como um dos principais atores das mudanças climáticas, e uma nova tecnologia pode ajudar a reduzir os níveis desse gás na atmosfera.

Humanidade está deixando os oceanos doentes

RIO — O aquecimento global está deixando os oceanos doentes, propagando uma série de enfermidades entre animais e seres humanos e ameaçando a segurança alimentar do planeta. A constatação está num relatório científico sobre a saúde dos nossos mares realizado pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).

17 milhões de pessoas não têm acesso a coleta de lixo

O Ministério das Cidades divulgou nesta terça-feira (16) uma nova atualização dos dados do Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS), agora referentes ao ano de 2014.